quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Perguntem a Sarah Gross

quinta-feira, 8 de setembro de 2016
Gosto de livros que conseguem mexer connosco, e este é um deles.
João Pinto Coelho (que entrevistei há uns tempos) consegue, através destes personagens, mostrar de uma forma bastante realista o que foi o holocausto.
Este livro é um romance recheado de factos históricos, cujo desenvolvimento consegue prender o leitor de uma forma viciante.
Recomendo.



Ficha Técnica
Título - Perguntem a Sarah Gross
Autor - João Pinto Coelho
Editora - Dom Quixote
ISBN - 9789722057103
Género - Romance
Sinopse -  Em 1968, Kimberly Parker, uma jovem professora de Literatura, atravessa os Estados Unidos para ir ensinar no colégio mais elitista da Nova Inglaterra, dirigido por uma mulher carismática e misteriosa chamada Sarah Gross. Foge de um segredo terrível e procura em St. Oswald’s a paz possível com a companhia da exuberante Miranda, o encanto e a sensibilidade de Clement e sobretudo a cumplicidade de Sarah. Mas a verdade persegue Kimberly até ali e, no dia em que toma a decisão que a poderia salvar, uma tragédia abala inesperadamente a instituição centenária, abrindo as portas a um passado avassalador.
Nos corredores da universidade ou no apertado gueto de Cracóvia; à sombra dos choupos de Birkenau ou pelas ruas de Auschwitz quando ainda era uma cidade feliz, Kimberly mergulha numa história brutal de dor e sobrevivência para a qual ninguém a preparou.
Rigoroso, imaginativo e profundamente cinematográfico, com diálogos magistrais e personagens inesquecíveis, Perguntem a Sarah Gross é um romance trepidante que nos dá a conhecer a cidade que se tornou o mais famoso campo de extermínio da História. A obra foi finalista do prémio LeYa em 2014. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Histórias Transmitidas © 2014