quarta-feira, 16 de abril de 2014

Anna Karénina

quarta-feira, 16 de abril de 2014
Este é sem dúvida um clássico da literatura mundial.
Confesso que, devido ao seu tamanho, adiei muitas vezes a sua leitura, mas depois de começar fiquei rendida.
Uma história de amor arrebatadora que, apesar de ter sido escrita há imenso tempo, consegue tocar em temas bastante pertinentes.
Recomendo.



Ficha Técnica
Título - Anna Karénina
Autor - Lev Tolstoi
Editora - Relógio D` Água
ISBN - 9789727089239
Género - Romance
Sinopse - «Embora seja uma das maiores histórias de amor da literatura mundial, Anna Karénina não é apenas um romance de aventura. Verdadeiramente interessado por temas morais, Tolstoi era um eterno preocupado com questões que são importantes para a humanidade em todas as épocas. Bom, há uma questão moral em Anna Karénina, embora não aquela que o leitor habitual possa crer que seja. Esta moral não é certamente o ter cometido adultério, Anna pagou por isso (num sentido vago pode dizer-se que é esta a moral do final de Madame Bovary). Não é isto, seguramente, por razões óbvias: se Anna ficasse com Karenin e escondesse do mundo o seu affair, não pagaria por isso primeiro com a felicidade e depois com a própria vida. Anna não foi castigada pelo seu pecado (podia muito bem ter-se safado deste) nem por violar as convenções da sociedade, muito temporais como aliás são todas as convenções e sem ter nada a ver com as eternas exigências da moralidade. Qual era então a «mensagem» moral que Tolstoi queria passar neste romance? Entendemo-la melhor se olharmos o resto do livro e compararmos a história de Lévin e Kiti com a de Vronski e Anna. O casamento de Lévin é baseado num conceito metafísico, não apenas físico, do amor, na boa-vontade e no sacrifício, no respeito mútuo. A aliança Anna-Vronski é fundada apenas no amor carnal e é aqui que reside a sua ruína.»
Do Posfácio, de Vladimir Nabokov

Sem comentários:

Enviar um comentário

Histórias Transmitidas © 2014