quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O jogo de Ripper

quarta-feira, 29 de outubro de 2014
Desafiada pela sua editora, Isabel Allende aventura-se no estilo policial com "O Jogo de Ripper".
O livro não é mau, o génio de escrita está lá, mas não me conseguiu cativar.
É talvez um pouco descritivo demais, o que não favorece este género de livros.
Prefiro o registo habitual da escritora.



Ficha Técnica
Título - O jogo de Ripper
Autor - Isabel Allende
Editora - Porto Editora
ISBN - 9789720044983
Género - Policial e Espionagem; Romance
Sinopse - Indiana e Amanda Jackson sempre se apoiaram uma à outra. No entanto, mãe e filha não poderiam ser mais diferentes. Indiana, uma bela terapeuta holística, valoriza a bondade e a liberdade de espírito. Há muito divorciada do pai de Amanda, resiste a comprometer-se em definitivo com qualquer um dos homens que a deseja: Alan, membro de uma família da elite de São Francisco, e Ryan, um enigmático ex-navy seal marcado pelos horrores da guerra. Enquanto a mãe vê sempre o melhor nas pessoas, Amanda sente-se fascinada pelo lado obscuro da natureza humana. Brilhante e introvertida, a jovem é uma investigadora nata, viciada em livros policiais e em Ripper, um jogo de mistério online em que ela participa com outros adolescentes espalhados pelo mundo e com o avô, com quem mantém uma relação de estreita cumplicidade. Quando uma série de crimes ocorre em São Francisco, os membros de Ripper encontram terreno para saírem das investigações virtuais, descobrindo, bem antes da polícia, a existência de uma ligação entre os crimes. No momento em que Indiana desaparece, o caso torna-se pessoal, e Amanda tentará deslindar o mistério antes que seja demasiado tarde.

1 comentário:

Luísa Livros disse...

Já ofereci este livro em espanhol recentemente, a uma amiga que gosta da escrita da Isabele Allende! Eu mantenho a ligação com esta escritora encravada no livro "A Soma dos Dias"... livro que ficou a meio por não conseguir continuar a sua leitura! Algo muito raro de me acontecer, até hoje só com a "Aparição" de Virgílio Ferreira e lá está "A Soma dos Dias", mas é um desafio que tenho para o próximo ano, voltar a tentar ler esse livro interrompido! :p

Enviar um comentário

Histórias Transmitidas © 2014